Domingo, 09 de Maio de 2021 23:40
(67) 981719389
Dólar comercial R$ 5,23 -0.93%
Euro R$ 6,36 -0.08%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.94%
Bitcoin R$ 328.317,33 +3.001%
Bovespa 122.038,11 pontos +1.77%
Porto Murtinho PORTO MURTINHO

Crime ou acidente? Incêndio em paróquia de Porto Murtinho acontece em meio à 'guerra' entre fiéis e igreja

Este é o terceiro incêndio envolvendo a igreja em menos de um ano.

06/04/2021 21h27 Atualizada há 4 semanas
875
Por: Redacao Fonte: Fábio Oruê
Foto: Porto Murtinho Notícias
Foto: Porto Murtinho Notícias

Um incêndio atingiu a Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Porto Murtinho, na tarde desta terça-feira (6), e destruiu a sala onde ficavam guardados os instrumentos musicais. Este é o terceiro incêndio envolvendo a igreja em menos de um ano. 

A informação preliminar é que um curto-circuito teria dado início ao fogo, mas nada foi confirmado. A situação aconteceu na sala onde ficam guardados equipamentos musicais utilizados pela Secretaria de Assistência Social e todos os instrumentos foram atingidos pelas chamas. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta de 15h30 para conter o fogo. 

Sala incendiada nas dependências da Paróquia (Divulgação)

Incêndios envolvendo a Paróquia, que fica na área central do município, têm sido recorrentes.A casa paroquial, localizada junto à igreja, pegou fogo em 13 de junho de 2020, data do aniversário de Porto Murtinho. Na época, padre Matheus Ferreira era o líder da comunidade.

Em janeiro deste ano, o carro da igreja, usado pelo padre, foi incendiado. Agora, um mês após a saída de Matheus da cidade, foi a vez da igreja ser atingida pelas chamas. 

Rixa na comunidade 

Com a saída do antigo padre, fiéis não gostaram que a diocese mudou o pároco dali. Insatisfeitos, muitos decidiram se afastar da igreja.

A TAG #FicaPadreMatheus foi levantada por inúmeros fiéis nas redes sociais e não surtiu efeito. É regra da igreja católica que padres mudem de cidade de tempos em tempos. Inconformados e ignorando a decisão do bispo, moradores da cidade se manifestaram fervorosamente.

Uma das inúmeras publicações pedindo para o religioso permanecer na cidade (Reprodução)

Mesmo após o pároco ser transferido de cidade os fiéis se deslocaram em dois ônibus até a cidade de Anastácio, novo lar de Matheus. "Agora só assistimos missa aqui e é aqui que vamos deixar o nosso dízimo", relataram alguns moradores.

Os fiéis chegaram a mudar o nome do grupo da paróquia no WhatsApp, que se tornou "Amigos do Padre Matheus".

O incêndio desta terça-feira é marcado por todos esses acontecimentos envolvendo a Igreja Católica da cidade. A perícia deve apurar se as causas foram criminosas ou acidentais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.