Quinta, 29 de Julho de 2021 08:20
(67) 981719389
Dólar comercial R$ 5,12 -1.31%
Euro R$ 6,06 -1.09%
Peso Argentino R$ 0,05 -1.36%
Bitcoin R$ 214.857,94 +1.625%
Bovespa 126.285,59 pontos +1.34%
Porto Murtinho PORTO MURTINHO

Vacinação de candidato paraguaio em Porto Murtinho 'dá pano pra manga'

Populares cobraram mais vacinas para trabalhadores da cidade brasileira; prefeitura esclareceu situação

12/06/2021 18h59
1.187
Por: Redacao Fonte: Thiago de Souza
Domingo é paraguaio e vacinou no Brasil - Crédito: Reprodução Facebook
Domingo é paraguaio e vacinou no Brasil - Crédito: Reprodução Facebook

A imagem de Domingo Duarte, que é candidato a prefeito da cidade de Carmelo Peralta, no Paraguai, sendo vacinado contra a covid-19, em Porto Murtinho, rendeu todo tipo de comentário na cidade brasileira. Ao TopMídiaNews, a prefeitura esclareceu o caso. 

Nas redes sociais, internautas criticaram o fato de um cidadão do país vizinho ser imunizado, enquanto brasileiros de Murtinho ainda esperavam na fila. 

‘’Se a vacina está fácil assim, vamos vacinar os caixas dos supermercados, padarias, farmácias, motoboys... afinal, são tão brasileiros quanto esse cidadão que é candidato em outro país’’, desabafou um internauta, via Facebook. 

Com as informações circulando no WhatsApp, um murtinhense, que mora em Campo Grande, refletiu que a vacinação pode estar dentro da lei, mas destacou que, caso seja irregular, é uma situação revoltante, já que ‘’fica faltando vacina em Murtinho’’. 

Saúde

A coordenadora de Imunização de Porto Murtinho, Gisele Ibanhes, 38 anos, esclareceu o caso. A servidora destacou que muitos moradores da região de fronteira têm o chamado ‘’documento de permanência’’, que lhes garante os mesmos direitos que um cidadão brasileiro. 

‘’Eles vão à Polícia Federal e tiram esse documento, que lhes garantem a emissão de um CPF, o que é necessário para tirar o cartão do SUS...’’, declarou Ibanhes. 

Gisele confirmou que a notícia da vacinação do político paraguaio gerou repercussão na cidade, que é pequena. 

A profissional destacou que a vacinação ocorreu dentro da lei. 

‘’Além do documento de permanência, ele tem casa aqui em Murtinho, tem dois filhos brasileiros...’’, acrescentou Ibanhes. 

Porto Murtinho

Segundo Gisele Ibanhes, a cidade sofreu com alta no número de infectados, internados e mortes. Por isso, a cidade adotou toque de recolher que começa às 13h e vai até às 5h do dia seguinte. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.