Quinta, 05 de Agosto de 2021 14:25
(67) 981719389
Dólar comercial R$ 5,21 0.39%
Euro R$ 6,16 +0.26%
Peso Argentino R$ 0,05 +0.2%
Bitcoin R$ 223.785,17 +1.802%
Bovespa 121.767,23 pontos -0.03%
Porto Murtinho PORTO MURTINHO

Dois consórcios disputam construção da Ponte Bioceânica

A licitação da ponte sobre o Rio Paraguai havia sido protelada três vezes, as duas últimas a pedido de empresas que pediam prazo maior para participar da concorrência.

16/07/2021 20h29
283
Por: Redacao Fonte: Paulo Fernandes
Reprodução/Rotabioceanica
Reprodução/Rotabioceanica

Cinco empresas em dois consórcios disputam a construção da Ponte Bioceânica que ligará as cidades de Carmelo Peralta e Puerto Murtinho . As propostas foram apresentadas nesta sexta-feira (16), no Paraguai.

O Consórcio Binacional PY – BRA, formado pelas empresas Tecnoedill Constructora S.A., Cidade LTDA e Paulitec Construções, apresentou uma oferta de 616.836.755.744 guaranis, valor 8% abaixo do preço estipulado como referência para o leilão.

Já o Consórcio Puente Bioceánico, composto pelas empresas Ocho A. S.A. e Constructora Queiroz Galvão S.A., pediu 637.862.511.336 guaranis, montante 5% menor ao valor de referência, que havia sido fixado em G. 671.497.551.420 .

Com a abertura dos envelopes, o secretário Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), de Mato Grosso do Sul, acredita que o cronograma da construção deverá ser mantido.

“É um passo importante, sinaliza com o início da construção ainda no segundo semestre e está mantida a previsão de concluir a ponte em três anos”, disse. Ele acredita que na próxima semana seja divulgado o nome do vencedor da licitação, para que os procedimentos de início das obras sejam tomados.

A licitação da ponte sobre o Rio Paraguai havia sido protelada três vezes, as duas últimas a pedido de empresas que pediam prazo maior para participar da concorrência.

A ponte sobre o rio Paraguai é o mais importante projeto para a concretização da Rota Bioceânica, que vai encurtar o trajeto dos produtos brasileiros rumo ao mercado asiático e à Oceania. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.