Quinta, 05 de Agosto de 2021 14:04
(67) 981719389
Geral Mato Grosso do Sul

Maria do Carmo Avesani Lopez visitou Dourados para conversar com contemplados do Lote Urbanizado

A chefe da autarquia responsável pela habitação no Estado, Maria do Carmo Avesani Lopez, se reuniu com o diretor-presidente da Agehab (Agência Muni...

19/07/2021 16h25
64
Por: Redacao Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Dourados
Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Dourados

A chefe da autarquia responsável pela habitação no Estado, Maria do Carmo Avesani Lopez, se reuniu com o diretor-presidente da Agehab (Agência Municipal de Habitação), Diego Zanoni e com os comtemplados do Projeto Lote Urbanizado, no Residencial Esplanada, na Prefeitura de Dourados na última sexta-feira. A reunião abordou assuntos como o cronograma de obras e a expectativa de custos da autoconstrução.

Foi uma importante conversa que forneceu conhecimento e tirou dúvidas. Durante a reunião a diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), Maria do Carmo Avesani Lopes, também apresentou os detalhes do financiamento que o governo estadual disponibiliza para a cobertura. Já o município, por conta própria, deve oferecer incentivos.

Nessa primeira entrega serão 124 lotes. “Muitas famílias têm condições de comprar o material e construir sua moradia, mas o orçamento aperta na hora de adquirir um terreno. Nesse projeto a família ganha o terreno e a base, e a família constrói a moradia”, explica Maria do Carmo.

Com relação a parte de acabamento, o grupo celebrou ao saber da ajuda que a gestão municipal dará. “Os contemplados ficaram muito satisfeitos com a iniciativa do município, que através da contrapartida vai adquirir portas, janelas e esquadrilhas externas, para todos, diminuindo dessa forma os custos da construção”, disse Zanoni.

Lote Urbanizado

A iniciativa da Agehab com o Lote Urbanizado, em parceria com as prefeituras, tem a finalidade de oportunizar às famílias acesso a uma moradia digna, indo além dos programas habitacionais do Governo Federal.

De acordo com as regras do projeto, a autarquia tem como responsabilidade a construção das bases da fundação de uma residência até o contrapiso, com fossa séptica e sumidouro, enquanto o pretendente selecionado é responsável pela conclusão da unidade habitacional no prazo de 2 anos após recebimento da obra.

Davi Nunes Souza, Agehab

Fotos: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Dourados

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.