Terça, 07 de Setembro de 2021 03:02
(67) 981719389
Dólar comercial R$ 5,17 -0.15%
Euro R$ 6,14 -0.26%
Peso Argentino R$ 0,05 -0.3%
Bitcoin R$ 288.742,21 +1.401%
Bovespa 117.868,63 pontos +0.8%
Porto Murtinho PORTO MURTINHO

VÍDEO: Família pede justiça em julgamento da morte de Nathália Alves Corrêa Baptista

José Romero e Regiane Marcondes, acusados pela morte de servidora, estão sendo julgados nesta sexta

03/09/2021 15h55 Atualizada há 3 dias
2.257
Por: Redacao Fonte: Liniker Ribeiro
Reprodução Vídeo
Reprodução Vídeo

Com esquema de segurança e previsão de pelo menos 12 horas de duração, o julgamento de José Romero e Regiane Marcondes Machado, acusados pela morte de Nathália Alves Corrêa Baptista, é acompanhado de perto por familiares da vítima. A maioria se deslocou de outras cidades, incluindo de Campo Grande, para Porto Murtinho.

Pelo menos 10 pessoas da família de Nathália estão no local. Por medidas de segurança, apenas 5 delas - a mãe, o pai, o irmão e duas primas - acompanham o desenrolar do júri na plateia do Fórum. Os demais familiares aguardam a sentença do lado de fora.

Dois anos após o crime, o que a família mais deseja é justiça. "A gente torce para que eles peguem a pena máxima e que o crime não fique impune. É um sentimento de ira, são pessoas conhecidas da gente, que conviviam com a gente, que jamais pensamos que seriam capazes cometer tanta crueldade", destaca Ludmila Ojeda, de 36 anos, prima da vítima.

Bastante abalados, os pais de Nathália também acompanham o desenrolar do julgamento. Após testemunhas serem ouvidas, neste momento, é José Romero que presta depoimento. A previsão indica que a sessão deve demorar pelo menos 12 horas, tendo começado às 8h30.

O crime - Nathália foi morta em julho de 2019, aos 27 anos. Investigações apontam que, logo depois de assassinada, a vítima teve o corpo incinerado e as cinzas jogadas no Rio Paraguai.

No pano de fundo da barbárie, uma “jura de amor”. Tanto Regiane, quanto a vítima mantinham relacionamento amoroso com Romero, que era gerente de pousada em Porto Murtinho.

Conforme a versão de Regiane, que é professora, Nathália foi dopada e morta a golpes de barra de ferro pelo homem, como "prova de amor" à amante. Depois da morte, o corpo foi levado para a casa de Regiane, sendo incinerado. Os réus foram denunciados por homicídio doloso por motivo torpe, meio cruel, emboscada e feminicídio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Porto Murtinho - MS
Atualizado às 03h49 - Fonte: Climatempo
29°
Poucas nuvens

Mín. 26° Máx. 41°

28° Sensação
2 km/h Vento
40% Umidade do ar
90% (7mm) Chance de chuva
Amanhã (08/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 38°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (09/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva