Segunda, 17 de Janeiro de 2022
31°

Poucas nuvens

Porto Murtinho - MS

Cidades ALMS

"Ação inteligente", diz presidente da ALEMS sobre a retomada da Caravana da Saúde

Lançamento dos programas "Opera MS" e "Examina MS" contou com a presença do deputado Paulo Corrêa e outros parlamentares

02/12/2021 às 17h38
Por: Redação Fonte: Osvaldo Júnior
Compartilhe:
Lançamento dos programas
Lançamento dos programas "Opera MS" e "Examina MS" contou com a presença do deputado Paulo Corrêa e outros parlamentares - Cyro Clemente

Com demanda represada pela pandemia da Covid-19, as cirurgias eletivas e os exames serão retomados em grande escala em Mato Grosso do Sul. Serão realizados, pelo menos, 129 mil procedimentos por meio dos programas “Opera MS” e “Examina MS”, lançados na tarde desta quinta-feira (2) pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), com a presença do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Corrêa (PSDB) e outros parlamentares. As ações, que fazem parte da Caravana da Saúde, somam investimentos de R$ 120 milhões.

https://al.ms.gov.br/upload/News/2021/12/2021_12_02_05_10_02_0d61a169-6e2e-4b87-ad53-c272411f831c.jpeg
Paulo Corrêa: “Isso aqui tem a força de Mato Grosso do Sul”

“É muito mais inteligente, é muito melhor, é muito mais confortável para a população, que está esperando para ser atendida”, considerou o deputado Paulo Corrêa em referência aos programas “Opera MS” e “Examina MS”. As ações contam com parcerias de hospitais e clínicas públicas e privados, que farão atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No momento, são 39 estabelecimentos credenciados, mas esse número deve aumentar. As cirurgias e exames começaram a ser realizados nesta quinta-feira em hospitais e clínicas de 35 microrregiões, contemplando a população dos 79 municípios do Estado.

“Isso aqui tem a força de Mato Grosso do Sul”, discursou Paulo Corrêa, acrescendo que hoje é um dia para se comemorar. “Agora sim nós podemos falar uma coisa que estava engasgada”, disse o parlamentar em menção à realização, em larga escala, de exames e cirurgias, ação atravancada pelo foco necessário no atendimento de pacientes com Covid-19. “A fila só existe por causa da pandemia. Agora, estamos indo pra cima de um modo inteligente, de um modo diferenciado. Hoje é dia de festa, é dia de mostrar a força do Estado de Mato Grosso do Sul”, comemorou.

Mais de cem mil procedimentos

O governador Reinaldo Azambuja também frisou o travamento de exames e cirurgias eletivas em decorrência da pandemia. “Desde o ano passado, paralisamos muito as eletivas e os exames, porque precisamos transferir esses serviços. Todos os hospitais atenderam muito os pacientes de Covid. Isso criou um passivo, um número enorme de pessoas aguardando cirurgias”, disse.

Azambuja informou, ainda, que, hoje, foram reiniciadas as atividades da Caravana da Saúde, com previsão de realização de 129 mil procedimentos, sendo 70 mil cirurgias e 59.373 exames.  A ordem de atendimento será conforme a fila de regulação. "Contratamos hospitais públicos e abrimos credenciamento para os hospitais privados. São aqueles que atendimento o sistema de regulação pelo SUS.  Também será aberto o credecimento para outros hospitais e clínicas privados e, assim, teremos um grande volume de estabelecimentos realizando exames  cirurgias. Isso tudo bancado com recursos do governo de Mato Grosso do Sul. São 120 milhões de reais em invesimentos”, afirmou o governador.

As ações dos programas serão em formato diferente, sem necessidade de deslocamento de estrutura para o atendimento dos pacientes.  “É uma modalidade diferente. Os atendimentos serão realizados nos hospitais e clínicas, ou seja, não vamos precisar levar tendas, deslocar uma estrutura. Em cada cidade (hoje são 39 hospitais que nós assinamos), há hospitais e clínicas atendendo [pela Caranava da Saúde]. Por obrigação legal, credenciamos, primeiramente, os hospitais e clínicas públicos e privados que têm serviços prestados pelo SUS. Na sequência, abriremos credenciamento para clínicas e hospitais particulares”, informou o governador.

Com as ações, as filas de exames e de cirurgias eletivas devem ser reduzidas, acentuadamente, até outubro do ano que vem, segundo estima o secretário de Saúde, Geraldo Resende, que também participou do evento. “Até outubro de 2022, nós realizarmos o quantitativo que for necessário com o recurso que for preciso. Temos o suficiente para realizarmos mais de cem mil procedimentos”, afirmou o secretário.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Porto Murtinho - MS Atualizado às 00h19 - Fonte: ClimaTempo
31°
Poucas nuvens

Mín. 25° Máx. 38°

Ter 39°C 25°C
Qua 38°C 25°C
Qui 38°C 26°C
Sex 39°C 26°C
Sáb 42°C 27°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete