Domingo, 29 de Maio de 2022 04:59
(67) 981719389
Porto Murtinho PORTO MURTINHO

Escravidão: indígenas comiam passarinhos para sobreviver em fazenda em Porto Murtinho

As vítimas prestavam serviços na extração de eucalipto

20/04/2022 15h27 Atualizada há 1 mês
477
Por: Redação Fonte: TV Morena
Foto: Reprodução / TV Morena
Foto: Reprodução / TV Morena

No Dia dos Povos Indígenas, três jovens indígenas foram resgatados em situação de trabalho análoga à escravidão em uma fazenda de Porto Murtinho. As vítimas prestavam serviços na extração de eucalipto, de acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT).

Conforme apurado pela reportagem, dois jovens, de 20 e 23 anos, e um adolescente, viviam em área alagada, dormindo em barraca improvisada e cozinhando pássaros para matar a fome. De acordo com relatos, os trabalhadores recebiam em torno de R$ 300 por semana, para ser dividido entre os três.

Ainda segundo apurado, os três dividiam uma barraca e dormiam em colchão apoiado em madeira. As vítimas cozinhavam dentro da barraca, inalando fumaça. Para o almoço desta terça-feira (19), os jovens iriam comer dois passarinhos que mataram mais cedo, com um pouco de arroz.

Os jovens estavam morando em uma barraca de lona plástica aberta, desprovidas de janelas e dormiam em colchões no chão batido. Pelas imagens é possível constatar diversas irregularidades, tais como o não fornecimento de equipamentos de proteção individual compatíveis com os riscos ocupacionais da atividade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.