Escola Alfa
Matricula Digital ( Bônus)
Refiz 2020 Governo Estadual
Porto Murtinho MS

Em menos de dez dias dois idosos são agredidos violentamente em Porto Murtinho

Neste domingo Um idoso de 70 anos ficou gravemente ferido após ser atacado por um casal

09/02/2020 17h35Atualizado há 2 semanas
Por: Redacao
Fonte: Edicarlos Oliveira/Alto Paraguai FM
395
Edicarlos Oliveira/Alto Paraguai FM
Edicarlos Oliveira/Alto Paraguai FM

Dois casos de agressão contra idosos em Murtinho revolta a população na fronteira. O primeiro caso ocorreu no início deste mês, quando uma mulher agrediu violentamente a vítima, Carlos Amaral, teve vários dentes quebrados pela agressora, segundo informações, o motivo das agressões seria para roubar dinheiro da vítima.

Carlos Amaral, 73 anos, foi encontrado por vizinhos que acionaram o Corpo de bombeiros, os militares informaram que a vítima estava com uma lesão no olho, fratura no nariz, dentes quebrados e escoriações pelo corpo. Uma mulher foi acusada pela vítima das agressões sofridas.

Conforme o radialista Edicarlos da Alto Paraguai FM, neste domingo (9),  outro idoso foi gravemente ferido por usuários, e o caso revoltou a população local. Um idoso de 70 anos ficou gravemente ferido após ser atacado por um casal, apontando por testemunhas sendo "Linda e Guilherme". Segundo informações, a dupla atacou a vítima para roubar 50 reais. O homem havia saído bem cedo de casa para comprar gás quando foi atacado.

Mataram para roubar carneiro

Em 2017 um idoso foi assassinado a golpes de pedra na cabeça, crime já elucidado pela polícia civil. 

No dia 26 de Dezembro, Laudelino Charão, 74 anos, foi encontrado morto em uma chácara onde morava. Segundo apontou a investigação, charão foi assassinado na noite de Natal por dois homens e uma mulher, um dos os acusados contou para a polícia que a vítima morreu porque viu o momento que eles estavam furtando carneiro, para não denunciar o trio, eles mataram Charão a golpes de pedra na cabeça.

Segundo o boletim de ocorrência, Laudelino estava caído na varanda da casa. O corpo tinha uma perfuração na cabeça e, ao lado, havia uma pedra pontiaguda, provavelmente usada no homicídio.