Terça, 29 de Setembro de 2020 09:13
(67) 996972768
Paraguai PARAGUAI

Terroristas pedem alimentos e soltura de aliados em troca de ex-vice-presidente

Caso as exigências não seja aceitas os terroristas ameaçaram fuzilar o ex-vice-presidente do Paraguai

12/09/2020 09h17
174
Por: Redacao Fonte: Ultima Hora
Família da vítima durante coletiva nesta sexta-feira (11). (Foto: Ultima Hora)
Família da vítima durante coletiva nesta sexta-feira (11). (Foto: Ultima Hora)

Os guerrilheiros do EPP (Exército do Povo Paraguaio) pediram a distribuição de alimentos em 40 comunidades do Paraguai e a liberdade de dois dos seus líderes da prisão em troca da soltura do ex-vice-presidente daquele país, Óscar Denis Sánchez, de 74 anos, sequestrado na noite de quarta-feira (9). Caso o pedido não seja cumprido os terroristas ameaçam fuzilar Óscar.

O recado foi deixado pelos integrantes do grupo a cerca de 2 quilômetros do local onde ocorreu o sequestro e divulgado pela família da vítima em coletiva de imprensa, nesta tarde. A primeira exigência da nota era justamente que os requisitos fossem divulgados à imprensa,  juntamente com um vídeo que fala sobre a ideologia do EPP.

O segundo pedido é a distribuição de insumos para cerca de 40 comunidades dos departamentos de Canindeyú, Amambay, Concepción e San Pedro, no valor de 2 milhões de dólares até no máximo 8 dias. Os kits devem ser compostos por alimentos, remédios, chuteiras, carnes, leite em pó, utensílios para a fazenda, sementes para autoconsumo, sapatinhos, doces. Nas sacolas com os alimentos também deve estar escrito a frase “Cortesia do PPE” e o logotipo utilizado pelo grupo criminoso.

Da mesma forma, a imprensa deve cobrir o momento em que a distribuição é feita às comunidades. Se alguma comunidade não aceitar, os alimentos podem ser distribuídos em outros locais. Ainda conforme o site Ultima Hora outra condição para a soltura do político é  a libertação de Carmen Villaba e Alcides Oviedo Brítez, dirigentes do EPP que estão presos em até 72 horas, ou seja, até o próximo domingo (14).

A entrega da dupla teria de ser feita longe de policiais da FTC (Força-Tarefa Conjunta). Na nota os guerrilheiros também se comprometem a soltar Adelio Mendoza, peão da fazenda de Óscar, que também foi levado. “Assim que as ordens forem concluídas, o detido será libertado”, diz a nota divulgada hoje. Porém, se os requisitos não forem cumpridos “o processo será encerrado e o detido será fuzilado”, diz a nota recebida pela família do ex-vice-presidente da República.

Durante a coletiva, uma das filhas de Denis disse que hoje foi um dos piores dias, desde o sequestro. Ela também confirmou que sua mãe e sua avó estão com a saúde comprometida por conta da situação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.