Terça, 27 de Outubro de 2020 05:58
(67) 996972768
Cidades PANTANAL

Comissão do Senado prepara visita ao Pantanal em MS com vice-presidente e ministros

Requerimento da Câmara Municipal de Corumbá foi enviado à comissão criada no Senado

19/09/2020 14h37
193
Por: Redacao Fonte: Mayara Bueno
Comissão foi criada para adoção de medidas de combate às queimadas no Pantanal. (Foto: Reprodução/ Secom-MT)
Comissão foi criada para adoção de medidas de combate às queimadas no Pantanal. (Foto: Reprodução/ Secom-MT)

Comissão do Senado criada para acompanhar as queimadas do Pantanal prepara visita às regiões do bioma afetadas em Mato Grosso do Sul, segundo o senador Nelsinho Trad (PSD), que faz parte do grupo como relator. Integrantes do colegiado começam as visitas no sábado (19), quando devem sobrevoar Poconé, a 100 km de Cuiabá (MT).

O próximo passo é marcar uma ida às localidades afetadas em MS. Nelsinho afirma que a definição depende apenas da anuência de três ministros de Jair Bolsonaro (Sem partido) e do vice-presidente da República, Hamilton Mourão. “Chamamos Rogério Marinho [Desenvolvimento Regional], Tereza Cristina [Agricultura] e Ricardo Salles [Meio Ambiente]”. A bancada do Estado também deve ser convocada para participar da visita.

Requerimento da Câmara Municipal de Corumbá pede “com urgência” a ida até a região. “Tal solicitação é de extrema importância, pois 65% do Pantanal brasileiro está localizado no Estado de Mato Grosso do Sul, e esta vasta área amarga com números exorbitantes devastação por incêndios florestais”, traz o documento assinado pelo vereador Gabriel Alves de Oliveira (PSD).

Afirma, ainda, que, se continuarem avançando, as queimadas poderão causar destruição de todo o bioma e dos animas que ali habitam. “Não sendo possível contabilizar os prejuízos às espécies nativas da região, além dos animais em extinção”. O senador sul-mato-grossense afirmou que a intenção é fazer uma visita mais completa na localidade e a data será definida tão logo o governo federal confirmar disponibilidade.

No Mato Grosso

A ida já agendada será no Mato Grosso, amanhã. A comissão deve sair às 7 horas, no Corpo de Bombeiros localizado ao lado da Arena Pantanal, na capital do estado vizinho. De lá, uma série de paradas, incluindo visita ao posto fiscal e espaço de acolhimento de animais, à área de combate ao fogo, na ponte destruída pelo fogo, está prevista.

Já no período da tarde, haverá uma reunião da comissão externa, que será transmitida pela TV Senado e, por volta das 16h30, o grupo chega a Porto Cercado e se reúne com equipes que atuam na região. Às 18 horas, retornam para Cuiabá.

Os três senadores de MS, Nelsinho, Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (PSL), não irão ao encontro de sábado. Devem ir o presidente da comissão, senador Wellington Fagundes, entre outros parlamentares e autoridades de Mato Grosso. Já na segunda-feira (21), haverá sessão presencial em Brasília, na qual Simone e Nelsinho estão confirmados.

Maior incêndio

O maior incêndio do bioma mobiliza bombeiros de Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso há 70 dias. O fogo começou no estado vizinho e adentrou MS pela região da Serra do Amolar, a 200 km ao norte de Corumbá – em linha reta.

Anunciados no início da semana, os equipamentos adquiridos com o repasse de R$ 3.814.543,50 do governo federal devem chegar às equipes somente na noite desta quinta-feira (17).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.