Terça, 27 de Outubro de 2020 05:40
(67) 996972768
Cidades TEMPO NO MS

44°C: Mato Grosso do Sul terá mais um dia de calor histórico

Chuva está próxima e pode chegar no Estado no domingo, dia 11

06/10/2020 08h08
94
Por: Redacao Fonte: Dayene Paz
Porto Murtinho Notícias
Porto Murtinho Notícias

Mato Grosso do Sul vem atingindo recordes de calor nos últimos dias e esta terça-feira (06), não será diferente. Mesmo com a chuva prevista para o próximo domingo (11), a semana tem sido de temperaturas extremas, a exemplo de Água Clara, que bateu 44,6°C na semana passada. Hoje, MS terá máximas de até 44°C e o sol predominando em todas as regiões.

De acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), a umidade do ar cai bastante no decorrer do dia, especialmente durante à tarde. A variação está estimada em 50% a 10%, considerado estado de alerta com tendência a emergência pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

As regiões noroeste, norte, bolsão e central podem ter picos abaixo de 10%. A Defesa Civil orienta que é necessário ingerir bastante líquido, evitar exposição direta ao sol e redobrar atenção com idosos e crianças.

As temperaturas previstas para o dia em Mato Grosso do Sul poderão variar entre de 22°C a 44°C. Em Campo Grande, a mínima será de 25°C e a máxima de 41°C. Coxim, Água Clara, Três Lagoas e Paranaíba tem temperaturas entre 25°C a 44°C nesta terça.

Recorde de calor

Além de ser a maior temperatura já registrada em Mato Grosso do Sul, o índice de Água Clara se iguala a maior temperatura já registrada no Brasil nos últimos 57 anos, se igualando a Orleans em Santa Catarina em 6/1/1963, segundo o Climatempo.

Campo Grande também superou os 40,8°C que haviam sido registrados no dia 30 de setembro deste ano, e neste inicio de semana atingiu a marca de 41°C no monitoramento do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Até quarta-feira (7) novo recorde poderá ser atingido na Capital com estimativa de 42°C.

Chuva

Tendência de precipitação emitida pelo Cemtec indica chuva para o Estado entre os dias 11 e 18 de outubro. O volume será bastante baixo, de apenas 10 milímetros para o período, e elas devem ocorrer em forma de pancadas de chuva. A quantidade estimada não será suficiente para combater as queimadas no Pantanal, mas devem amenizar por alguns dias as condições extremas de calor e secura.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.