Terça, 27 de Outubro de 2020 04:30
(67) 996972768
Porto Murtinho PORTO MURTINHO

Crimes ambientais rendem multa de mais de R$ 1 milhão para 11 candidatos veja quem são eles.

Candidato ao cargo de prefeito no município de Porto Murtinho, teria de arcar com pouco mais de R$ 1,1 milhão para quitar a multa. Apesar disso, o pagamento consta como suspenso por decisão judicial sem depósito em juízo.

08/10/2020 21h29
773
Por: Redacao Fonte: Guilherme Correia - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS
Reprodução
Reprodução

Em Mato Grosso do Sul, 11 candidatos a cargos políticos municipais têm nome registrado em base de dados do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) por crimes ambientais em municípios que compõe o bioma do Pantanal no Estado. Apenas um deles corresponde ao ano de 2020 e ainda está em prazo de homologação/defesa.

Um deles concorre ao cargo de vereador em Corumbá, pelo PT (Partido dos Trabalhadores), e tem nome relacionado a crimes ambientais com multa de R$ 16,1 mil.

Os demais 10 candidatos têm crimes que datam antes de 2017. Um deles, pecuarista, em 2006 teve multas relacionadas com uso do fogo de forma proibida no município corumbaense, que detém maior parte do Bioma.

Candidato ao cargo de prefeito no município de Porto Murtinho, teria de arcar com pouco mais de R$ 1,1 milhão para quitar a multa. Apesar disso, o pagamento consta como suspenso por decisão judicial sem depósito em juízo.

No geral, entre os candidatos com multas, este ano teve quantidade pouco menor do que em 2016, quando 16 dos candidatos a cargos políticos municipais tinham registro de multas no CPF (Cadastro de Pessoa Física). Dois deles, inclusive, conseguiram se eleger e querem concorrer novamente nas eleições de 2020.

Vereadores com multa - No total, quatro vereadores eleitos em 2016 têm multas registradas em banco de dados do Ibama por crimes ambientais nos municípios que compõem o bioma do Pantanal em Mato Grosso do Sul.

Apenas um deles, vereador no município de Ribas do Rio Pardo, tem multa ajuizada, no valor de R$ 1,4 mil, por crimes de pesca irregular no município de Miranda em 2006. Ele concorre reeleição em 2020.

Atual vereador do município de Corumbá recebeu três multas nos últimos 20 anos, que juntas, totalizam R$ 4,5 mil por crimes ambientais na região pantaneira. As três foram quitadas e ele também quer se reeleger.

Eleito em Ladário, outro então vereador já havia sido multado em apenas R$ 680 em 2005. Banco de dados do Ibama não informou mais detalhes sobre a multa, que está quitada. Por fim, um vereador em Itaquiraí recebeu multa de R$ 6 mil, em 2005, também em Corumbá. No Ibama, consta que a multa por infrações ao meio ambiente fora “cancelada”.

Dados - Os dados do Ibama podem ser consultados por meio do link. Foram filtrados crimes ambientais apenas municípios de Aquidauana, Bodoquena, Corguinho, Corumbá, Coxim, Ladário, Miranda, Porto Murtinho, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso e Sonora.

Já a relação completa com as informações do que querem pleitear cargo público nos mais diversos municípios de Mato Grosso do Sul pode ser vista no repositório de dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.