Domingo, 29 de Novembro de 2020 13:17
(67) 98171-9389
Política POLÍTICA

Denúncia do MPF contra Reinaldo é distribuída como ação penal e está com Felix Fischer no STJ

Ministro deve decidir sobre afastamento do governador de MS por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa

20/10/2020 18h06
238
Por: Redacao Fonte: Evelin Cáceres
Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB). (Foto: Arquivo).
Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB). (Foto: Arquivo).

A denúncia do MPF (Ministério Público Federal) que aponta o governador de Mato Grosso do Sul Reinaldo Azambuja (PSDB) como chefe de organização criminosa em esquema de corrupção foi distribuída como ação penal ao gabinete do ministro Félix Fischer, do STJ (Superior Tribunal de Justiça). Nesta terça-feira (20), a investigação consta como conclusa para decisão do ministro.

É o ministro quem deverá decidir sobre o afastamento do governador por suspeitas de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A denúncia chegou no dia 15 de outubro ao STJ e foi distribuída ao ministro por pendência no mesmo dia.

Isso porque Fischer é também o relator do Inquérito 1.190, que aponta o governador como mentor intelectual do ‘boi de papel’. O esquema foi batizado assim porque, segundo a investigação, usou abates fictícios de gado para esquentar propina paga em troca de isenção fiscal na Sefaz-MS (Secretaria de Fazenda de Mato Grosso do Sul). O inquérito foi anexado à ação penal.

No STJ, a ação penal recebeu o número 980 e não está sob sigilo, assim como a denúncia feita pelo MPF. Desde às 19h30 do dia 16, a ação já constava como conclusa para decisão de Fischer.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.