Domingo, 29 de Novembro de 2020 12:22
(67) 98171-9389
Dólar comercial R$ 0, %
Euro R$ 0, +%
Peso Argentino R$ 0, +%
Bitcoin R$ 0, +%
Bovespa 0, pontos +%
Porto Murtinho PORTO MURTINHO

Governo define empresa para substituir ponte que foi destruída no sobre o Rio Naitaca em Porto Murtinho

A ponte foi destruída em agosto devido os incêndios na região

05/11/2020 11h42
312
Por: Redacao Fonte: Leonardo Rocha
Ponte sobre o Rio Naitaca que foi destruída por incêndio (Foto: Silvio Andrade - Divulgação)
Ponte sobre o Rio Naitaca que foi destruída por incêndio (Foto: Silvio Andrade - Divulgação)

Em contratação emergencial, o governo estadual escolheu a empresa Construtora Buriti para fazer uma ponte de madeira de vigamento sobre o Rio Naitaca, que fica no município de Porto Murtinho, na região do Pantanal. Em agosto os incêndios florestais na região destruíram a ponte antiga.

A ponte terá uma extensão de 163,30 metros, na rodovia MS-382, tendo um custo aos cofres públicos de R$ 1.193.375,02. A empresa terá um prazo de 90 dias para realizar a obra, assim que for dada a ordem de serviço pela Agesul (Agência Estadual de Obras e Empreendimentos).

Por se tratar de uma obra emergencial, ela não precisou passar  por licitação. A antiga ponte de madeira sobre o Rio Naitaca foi destruída em 15 de agosto deste ano, em função dos incêndios florestais na região do Pantanal, que atingiu o local, na divisa entre as cidades de Corumbá e Porto Murtinho.

Em agosto, o governo estadual divulgou que novas pontes de madeiras seriam implantadas no Estado para substituir aquelas que tinham sido destruídas pelo fogo do Pantanal, sendo contratadas as empresas em caráter emergencial, com a contratação de empresas pela Agesul.

Entre elas estava a ponte sobre o Rio Naitaca, que tinha 162 metros de comprimento e naquela oportunidade teve 80 (metros) danificados pelo fogo. As queimadas no Pantanal geraram vários danos as estruturas e meio ambiente do Estado, batendo recordes nos meses de agosto e setembro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.