Sexta, 04 de Dezembro de 2020 10:37
(67) 98171-9389
Dólar comercial R$ 5,15 0.274%
Euro R$ 6,27 +0.38%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.18%
Bitcoin R$ 103.715,11 -2.212%
Bovespa 113.347,72 pontos +0.94%
Porto Murtinho PORTO MURTINHO

Estação de radar em Porto Murtinho reforçará segurança no espaço aéreo de fronteira

O funcionamento da estação irá monitorar as aeronaves voando em baixas altitudes na região de fronteira

19/11/2020 18h36 Atualizada há 2 semanas
1.196
Por: Redacao Fonte: A Critica
Estação de radar em Porto Murtinho - Toninho Ruiz -Porto Murtinho Notícias
Estação de radar em Porto Murtinho - Toninho Ruiz -Porto Murtinho Notícias

Está em fase de conclusão a estação radar para o controle de tráfego aéreo em Porto Murtinho. O equipamento vai ampliar a vigilância aérea brasileira e o combate ao tráfego aéreo ilícito, com foco no Centro-Oeste brasileiro. O funcionamento da estação irá monitorar as aeronaves voando em baixas altitudes na região de fronteira e ampliar a capacidade de identificação de vôos não autorizados, colaborando para ações de policiamento do espaço aéreo e de combate ao narcotráfico. 

Mesmo com a conclusão da estação em breve, ainda não há previsão de inauguração que deve contar com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

“Estamos aumentando a capacidade de vigilância do espaço aéreo no território nacional, reforçando as ações para manutenção da soberania e segurança de nossas fronteiras”, afirma o presidente da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), Brigadeiro do Ar, Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Junior.

Com os equipamentos é possível, detectar aeronaves em altas velocidades com grande capacidade de manobras, como os aviões de caças, e obter informações com elevado grau de assertividade permitindo melhores ações de interceptação pelos caças da FAB.

Fabricação - Produzido pela empresa Omnisys, os equipamentos fazem parte de uma nova geração de radares primários de longo alcance, com capacidade para detectar aeronaves cooperativas e não-cooperativas. São equipados com a capacidade de altimetria, permitindo a identificação dos alvos com precisão, além de funções de proteção eletrônica que os resguardam contra interferências eletromagnéticas, sejam elas intencionais ou não. A produção faz parte de um contrato assinado por meio da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), no final de 2018, um contrato para o fornecimento de três radares em Mato Grosso do Sul: Corumbá (que recebeu em agosto), Porto Murtinho e Ponta Porã.

Os radares são fabricados no Brasil pela empresa Omnisys, em São Bernardo do Campo (SP), o que permite rápido acesso a toda cadeia produtiva, agilizando os procedimentos de assistência técnica por parte do fabricante. O projeto prevê, ainda, a absorção do conhecimento técnico pelo Comando da Aeronáutica (COMAER), visando à realização das atividades de manutenção preventiva e corretiva, minimizando os custos de logística e mantendo um alto nível de disponibilidade dos equipamentos.

“A inauguração dessa estação radar de vigilância é mais um importante marco para o Brasil e estamos honrados em fazer parte, fornecendo o estado da arte em tecnologia, desenvolvida em território nacional, e soluções para o controle de tráfego aéreo que contribuirão ainda mais com a soberania do País”, afirma o CEO da Omnisys, Luiz Henriques.

Em agosto, Corumbá recebeu uma nova estação radar da Força Aérea Brasileira (FAB) para reforçar a segurança do espaço aéreo na fronteira do Brasil com o Paraguai e a Bolívia. A inauguração contou  com a presença de Bolsonaro. “Ajudará e muito nossa Polícia Federal e a nossa Polícia Rodoviária Federal no combate aos ilícitos em especial o tráfico de drogas e de armamentos. Vale a pena lembrar, não por coincidência, de maio para cá vem batendo recordes de apreensão de drogas e armamentos pelo Brasil. O que estamos inaugurando aqui vai colaborar e muito nesse combate”, declarou Bolsonaro na ocasião.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.