Domingo, 17 de Janeiro de 2021 15:52
(67) 981719389
Geral ABUSO

Garoto de 12 anos é pego abusando da irmã de 3

Menina teria afirma à mãe que "meio irmão" teria colocado o pipi na frente e atrás

10/01/2021 14h53
482
Por: Redacao Fonte: Mirian Machado
Ilustração - Porto Murtinho Notícias
Ilustração - Porto Murtinho Notícias

Um menino de 12 anos foi flagrado pelo pai no momento em que estava nu com a irmã, de 3 anos, no Bairro Campo Nobre em Campo Grande. O garoto negou que tenha feito algo, mas a menina confirmou o abuso.

Conforme o boletim de ocorrência, o pai e a mãe estariam em casa assistindo TV na sala com os três filhos, enquanto a menina estava no banheiro brincando com a água da banheira.

O garoto teria levantado e ido até o quarto. O pai estranhou o silêncio da filha e quando foi verificar o que aconteceu, flagrou o menino com a criança próximos à cama. Questionado, o garoto disse que não havia feito nada.

À mãe, a menina disse que o irmão passou a mão em seu corpo e colocou o “pipi na frente e atrás”. "Ela fala que dói pra fazer xixi", afirma a mãe, que levou a filha até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Universitário.

A mãe da menina disse que o suspeito, que é enteado dela, mora com a família há 3 meses. “Fomos buscar em Ponta Porã no Conselho Tutelar porque ele estava sendo vítima de maus tratos. Fizemos de tudo e ganhamos ingratidão. Idade não justifica nada”, reclamou.

A revolta da mulher é que o garoto permanece na residência. “Não conseguimos nada, ninguém pode pegar ele, nem polícia, nem Conselho Tutelar. Ele está aqui, fica no quarto. Eu não vou sair da minha casa, tenho outros filhos, não vou ficar na casa dos outros”, explica. “Ele não poderia ter feito isso com a minha filha”, exclama a mãe.

O caso foi registrado na sexta-feira (8) no Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.