Domingo, 20 de Junho de 2021 02:04
(67) 981719389
Cidades PONTA PORÃ

Filhos fazem festa em plena pandemia e prefeito de Ponta Porã pede desculpas

Hélio Peluffo (PSDB) foi criticado por proibir aglomeração em Ponta Porã enquanto filhos fazem festa em casa

16/02/2021 07h54
307
Por: Redacao Fonte: Helio de Freitas
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O prefeito de Ponta Porã teve de pedir desculpas públicas após festinha organizada em casa pelos filhos em plena pandemia do novo coronavírus e com alta dos casos e das mortes em quase todo o País. Hélio Peluffo (PSDB) saiu de férias por dez dias e viajou com a esposa na quinta-feira (11).

No dia seguinte, os filhos fizeram a “reunião de amigos”, como definiu o próprio prefeito em nota oficial divulgada hoje (15). Vídeo gravado por morador mostrando vários carros estacionados em frente à casa viralizou nas redes sociais e o prefeito sofreu críticas dos moradores.

“Então é proibido o carnaval, estabelecimentos fechados às 22h, multa de 15 mil e estabelecimento lacrado por 12 dias. Mas, é só para os eleitores, porque na casa do prefeito de Ponta Porã Sr. Hélio Peluffo pode! Festa até 6 da manhã open tudo!”, escreveu um morador da fronteira.

Desculpas – Em nota hoje, Hélio Peluffo, que foi reeleito para o segundo mandato, pediu desculpas à população de Ponta Porã. “Como é do conhecimento geral, saí de férias na quinta-feira, dia 11, e viajei com a Vânia para 10 dias de descanso e lazer. Nossos filhos ficaram em casa, onde promoveram uma reunião entre amigos. O que seria uma simples confraternização, acabou atraindo mais jovens e virou motivo de críticas nas redes sociais”, afirmou o prefeito.

Hélio Peluffo continua: “lamentamos o ocorrido, apresentamos desculpas à sociedade que fazemos tanta questão de honrar, pedindo a compreensão, em especial daqueles que têm filhos jovens, como nós. Foi um erro que não se repetirá”. Ele pediu licença de dez dias. A prefeitura está sendo administrada pelo vice-prefeito, Eduardo Campos (DEM).

Em quase um ano de pandemia, 3.923 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus em Ponta Porã e 81 delas perderam a vida em decorrência da covid-19. A cidade faz parte da macrorregião de Dourados, que tem a mais alta taxa de ocupação de leitos de UTI em Mato Grosso do Sul, 87%.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.